Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SAPO Zen

Cultos Afro-brasileiros, a Umbanda 8

Com a ida dos escravos para o Brasil chegaram as tradições do cultos africanos. Assim surgiram religiões como o Candomblé e a Umbanda.

 
Pai Pedro de Ogum é um Babalorixá ou Pai de Santo (Sacerdote Supremo dentro de uma comunidade ou Terreiro de Umbanda) que  vai explicar-nos as raízes da Umbanda e os seus princípios básicos.
 
Cultuando os Orixás, Deuses ligados ao elementais da natureza a Umbanda e o Candomblé são religiões imensamente praticadas no Brasil e que agora têm se espalhado um pouco por todo o mundo.
 
A Mitologia dentro da Umbanda é riquísisma, e a representação simbólica dos Deuses é muito interessante. Assim ao longo das nossas conversas iremos falar sobre Iemanjá, Ogum, Oxalá e todas as outras divindades que com certeza  já ouviram falar.
 
 Na verdade quando falamos dos Orixás estamos a falar das energias que nos governam e o princípio dessas religiões é o de que ao “tratarmos” dos nossos Orixás estamos a tratar da nossa energia vital.
 
Iremos desmistificar a ideia de que os cultos afro brasileiros não passam de bruxaria.
 
Iremos verificar que também servem como um meio de auto-conhecimento pois os Orixás que trazemos como nossos protectores (Santo de Cabeça) têm muito que ver com a nossa personalidade..
 
E ainda como curiosidade, iremos saber mais sobre este português que se tornou “Pai de Santo”.
 
Enfim uma forma de saber mais sobre um universo Místico e mágico que povoa histórias e estórias de encantar vindas do Brasil.
 
E para todos deixo aqui o meu Sarava e os votos de muito Axé. 
 
 
 
 
 
 
 
Heloisa Miranda
 
 LINK PARA AS ENTREVISTAS DE PEDRO DE OGUM NO SAPO ZEN:
 
 
 
O Convidado:
.
Nasceu em Portugal, no dia 14-11-1961, na cidade da Covilhã, Pai Pedro de Ogum passou os seus primeiros 11 anos nessa mesma cidade e no ano de 1972, a sua familia mudou-se para a cidade de Lisboa.
Com a Revolução do 25 de Abril de 1974, em Portugal, abriram-se portas do conhecimento, que começaram a criar curiosidade, e o levaram a conhecer algumas Sociedades Esotéricas, tais como os Rosa Cruz e com algumas seitas de fundamento indiano, tal como o Ashram de Guru Maharaji e a Religião Hare Khrisna.
Foram tempos de aprendizagem e de perguntas sem resposta, que muitas vezes o faziam questionar sobre algumas questões dentro da temática espiritual.
Em 1983, foi viver para o Rio de Janeiro onde frequentou na Universidade Estadual do Rio de Janeiro o Curso de Marketing. Foi nessa sua passagem pelo Rio de Janeiro que teve o seu primeiro contacto com as Tradições Religiosas Afro Brasileira, pois frequentava como assistente e curioso alguns terreiros na zona norte da cidade.
 
Em 1990, voltou para Portugal e frequentou alguns Centros Espiritas, enquanto fazia o Curso de Engenharia de Telecomunicações.
A sua curiosidade pela espiritualidade levou-o a travar conhecimento com algumas pessoas, que se reuniam para falar sobre Umbanda e Religiões Afro, e foi nessas reuniões que começaram a projectar a criação de um Templo de Umbanda com raiz de tradição de Angola  em Portugal.
.
 
Pai Pedro de Ogum, nesse tempo participava como Médium Atendente e desenvolveu o seu trabalho nesse Templo durante oito anos (8), em que trabalhou na implantação desse Terreiro em Portugal e no desenvolvimento de vários projectos internos do Templo.
 
Durante um ano, procurou encontrar respostas para tantas perguntas e como diz a frase “..o Mestre apareçe quando o Discipulo está pronto”, foi quando na sua busca encontra a Yalorixá Baby de Oyá, e conjuntamente com essa Mãe Espiritual, sábia e conhecedora, começou a encontrar as respostas certas para tantas questões que sempre tinha tido durante tantos anos.
 
Com a participação e incentivo da Yalorixá Baby de Oyá, Pai Pedro de Ogum, começou a realizar o seu Caminho Espiritual dentro da Umbanda.
 
Tinha começado um novo processo de criação de um Templo de Umbanda em Portugal.
A base deste Templo era Pai Pedro de Ogum e a sua Companheira e esposa Helena Nina, mais o amigo José Carlos Vilas Boas, que era seu filho de desenvolvimento e que o acompanhou durante esse período de busca.
Assim nasceu o Templo Sagrado de Umbanda em Portugal.
 
Foi o começo da cristalização do projecto iniciado por Pai Pedro de Ogum.
 
No mês de Janeiro de 2007, Pai Pedro de Ogum  em São Paulo no  TECY-Templo Espirita Caboclo Yubaracaaya, comandado pela generosa Mãe Baby de Oyá realizou a sua Iniciação que culminou com a entrega do Deká, e a Ordem de Ifá.
 
Desenvolve além de tudo, o seu trabalho com a finalidade de apoiar e desenvolver acções para defesa, elevação e manutenção da qualidade de vida do ser humano e dos Templos de Umbanda e Cultos Afro em Portugal, através das actividades de educação cultural, social, profissional e religiosa.
 
Actualmente o seu trabalho está na implantação e criação da FEUCA – Federação Europeia de Umbanda e Cultos Afro, conjuntamente com outros Babalorixás e Dirigentes Espirituais radicados em Portugal e na Europa.
 
A FEUCA é uma Organização Civil e Religiosa, sem fins lucrativos, que tem por finalidade a integração e a difusão no espaço europeu de todas as instituições de culto afro-brasileiras, independente de preconceitos de qualquer espécie, e como objectivo e missão principal a preservação dos valores espirituais, culturais e científicos da religião tradicional africana e seus desdobramentos, aprofundando o intercâmbio a nível Europeu
 
e as suas raízes africano-brasileiras.
 
 
 
 
Contactos:
 
Pai Pedro de Ogum
Templo Sagrado de Umbanda
Portugal
 
Web Page: www.temploetxaury.com
 
Email: etxaury@gmail.com

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.