Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAPO Zen

Higienização Mental 2

Nesta 2ª parte da conversa com o Dr. Carlos Amaral iremos saber um pouco mais sobre a Hipnose Condicionativa que é o método utilizado para a terapia de Higienização Mental.

 
A Hipnose Condicionativa descoberta nos anos 80 pelo terapeuta brasileiro Luís Crozera, que em breve estará aqui no Sapo Zen, é um dos 3 tipos de hipnose clínica sendo a linha mais recente.
 
Utilizando técnicas de condicionamento mental, este tipo de hipnose não trabalha com sugestões nem metáforas que são utilizadas na hipnose ericksoniana.
 
A Hipnose Condicionativa trabalha o bloqueio directo do emocional negativo, através do rastreamento da memória do paciente do momento presente até ao período da sua gestação, sem no entanto haver a necessidade de investigar a sua vida.. Este fica passivo durante o tratamento e não fala com o terapeuta durante a sessão. O bloqueio é feito para todas as situações de medos, traumas, fobias, síndromes e abalos emocionais.
 
Na Hipnose Condicionativa não é necessário reviver as situações negativas e traumáticas ao contrário do que é feito em  técnicas como a sofrologia. São criados mecanismos chamados gatilhos mentais condicionados aos sentidos de percepção e condicionamentos .
 
Com resultados rápidos e muito positivos, este tipo de hipnose clínica pode ser utilizado como terapêutica para o tratamento de situações de: depressão, stress, ansiedade, insónia, fobias, traumas, gagueira, concentração de memória, dependências, doenças psicossomáticas,  obesidade, etc.
 
Durante a terapia o paciente é levado a um estado de relaxamento profundo que o coloca num estado de sono terapêutico e onde todas as suas reacções são observadas pelo terapeuta que irá criar os tais gatilhos mentais.
 
Da minha parte posso dar o testemunho pois para preparar-me para as entrevistas que fiz ao Dr Carlos Amaral e posteriormente ao Prof. Luís Crozera submeti-me a uma sessão de hipnose condicionativa. Realmente por mais que tentasse entender na teoria, a utilização prática deu-me uma perspectiva bem mais real. Apesar de não estar a procura de tratamento para nenhum problema em concreto, fiquei mesmo surpreendida ao ver como a “coisa” funciona. E que funciona mesmo!!!
Assim, de vez em quando, em situações tão comuns como as do stress do dia a dia, apercebo-me de que os “tais gatilhos mentais” disparam automaticamente e agem directamente sobre o mental, o emocional e por conseguinte no físico. Pude então perceber como este método pode e deve ser usado não só como terapia mas como uma forma de desenvolvimento pessoal. Aliás, por isso mesmo é que vem sendo cada vez mais utilizada por pessoas como atletas e altos executivos como forma de potenciar e dirigir as suas capacidades além de conseguirem gerir muito melhor as situações que surgem nas suas vidas profissionais.
 
Além de tudo, o mais impressionante é a rapidez dos resultados obtidos, pois estamos a falar de tratamentos que em média duram de 4 a 5 sessões.
 
Enfim, penso que posso dizer que este tipo de terapia descondiciona o negativo e condiciona o positivo  sem a chatice de ter que reviver o que já nos fez sofrer.
 
È caso para se dizer que é uma forma de “arrumar” com os problemas de uma vez por todas!
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt

O Entrevistado:

 

O Prof. Dr. Carlos Amaral , nascido Na Ilha Terceira, Açores, forma-se nos Estados Unidos, em Medicina Natural (Naturopatia e Homeopatia) cujo doutoramento conclui em 1979 pela United School of Naturopathy and Allied Sciences of Jersey City, em New Jersey.

Em 1984 é doutorado em Teologia Universal pela Universidade de Metafísica de Los Angeles

Em 1985 é doutorado pela mesma Universidade em Ministério Esotérico e Metafísica da Divindade.

Em 1986 é-lhe concedido pela mesma Universidade o título de Doutor «Honoris Causa» em Humanidades. Especializou-se em Medicina Complementar e Acupunctural na International University for Complementary Medicines (Medicina Alternativa) em Londres e Colombo - Sri Lanka - no ano de 1989.

Em 1990 recebeu pela Universidade de Medicinas Complementares de Sri Lanka o título de Doutor em Ciências de Investigação Biológica e Homeopática (Honoris Causa).

É membro efectivo de inúmeras organizações internacionais de Medicina Biológica, Acupunctura e Radiónica, nomeadamente: - nos Estados Unidos, da Associação de Médicos Naturopatas de Minnesota, da Associação de Medicina Homeopática do Arizona e da Academia de Ciências de Nova Iorque. - No Sri Lanka, da Universidade Internacional de Medicinas Alternativas, em Colombo. - Na Colômbia, do Colégio Médico Homeopático do Atlântico e do Instituto de Recuperação Mitocôndrial Corporal, nos Estados Unidos e em França.

Em Portugal, é membro efectivo da Associação Portuguesa de Naturopatia, com sede em Lisboa.

É igualmente membro efectivo de algumas instituições esotéricas.

A experiência espiritual que possui adquire-a, fundamentalmente, através das inúmeras digressões efectuadas na Índia, Egipto, Nepal e Tibete.

 Na Índia e no Nepal realiza diversas conferências com grupos espiritualistas e é no Tibete que é iniciado no Lamaísmo Tibetano.

Sendo Budista, e mercê da sua dedicação ao Ensinamento da Filosofia Budista, e ainda pelos méritos que lhe são reconhecidos, após um período de “retiro” e reflexão, recebe em 1980, na Índia, em Dharhamsala, o «Manto Amarelo Lamaísta», considerado o mais alto galardão por ele recebido.

 

Contactos:

 

Consultas : 967 552 386              912 120 868

mail: carlos.amaral@netvisao.pt  | OM-SHANTI@netvisao.pt

Blog: Dharma