Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAPO Zen

Você é um Ser

 “Você é um ser, e não precisa de se tornar alguém que não você mesmo. A simplicidade é isso mesmo: estar à vontade com quem se é, evitando trilhar o interminável caminho que é a conversão numa outra pessoa.” Osho

 
Já pensou se você consegue ser você mesmo? Ou será que entrou no emaranhado entre o que esperam que você seja, ou aquilo que você quer que os outros pensem que é, ou pior ainda, aquilo que você pensa que é?
 
Desde a mais tenra idade somos assolados pelas projecções que fazem para nós ou sobre nós. Assim temos que corresponder aos anseios da família (seja ela mais ou menos doente), da escola (seja ela mais ou menos eficaz) seja da sociedade (esta sim, cada vez mais enlouquecida). Assim, começamos por querer ou por nem saber se queremos agradar papás e mamãs, avós etc… E por aí vamos caminhando. A nossa verdade acaba por ficar muito desviada ou escondida.
 
É claro que existem aqueles que conseguem afirmar-se e seguir o seu verdadeiro caminho, cumprir o seu próprio fado e vestir a sua própria pele. A estes eu aplaudo de pé pois de certeza que não escolheram a via mais fácil. É
 tão difícil sermos nós… É tão difícil que nos deixem sermos nós!!!
 
Mas o que é aparentemente difícil, é mesmo o melhor para cada um. Nada é mais confortável do que estar no nosso próprio papel. Quem finge ser o que não é, deve ter a sensação de andar sempre com sapatos apertados.
 
Depois vêm aqueles que por não saberem dizer que não, por não saberem impor-se, vão acumulando uma carga cada vez mais difícil de carregar. E é tão mais simples se coerentes consigo próprios consigam por os “pontos nos Is”, os pontos finais, as interrogações, e, porque não, uma boa interjeição!!!  Mas não. Preferem andar por aí a arrastarem correntes como os fantasmas ou as almas penadas.
 
E ainda existem os que teimam em ser o que não são. Não falo só dos megalómanos, mas pior ainda, falo daqueles que vivem aquém das suas potencialidades e capacidades, apenas porque estão auto-programados para sentirem-se menos. Não são capazes, não são merecedores, não … não… e não. Aliás, tornam-se um enorme NÂO a passear por aí.
 
Como diz Osho, “a simplicidade é estar à vontade com quem se é”.
 
Pense bem, e veja que você é muito mais do que querem que seja, muito mais do que pensa ser e infinitamente maior do que pensa que é.
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt
 

Os Pensamentos:

 

 

Os pensamentos aqui reproduzidos fazem parte do livro da minha autoria " Só quero que ames a vida" da Editora Verso da Kapa

www.versodakapa.pt

 

 info@versodakapa.pt

 

 

 

 

 

Heloisa Miranda

sapozen@sapo.pt

 

 

No canal de Vídeo do Sapo Zen, hoje: 

 

Convidada do Programa :

A convidada do programa de hoje é a taróloga Vera Xavier

 

Contactos Vera Xavier:

Lisboa:   21 352 30 75 / 931 168 496

Porto:     963 781 012