Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAPO Zen

Massagem Biodinâmica 3

“Tudo o que lhe acontece fica registado no seu corpo sob a forma de tensões físicas e emocionais. Por vezes memórias profundas e de difícil acesso, que podem resultar em bloqueios.”

 
A Massagem Biodinâmica foi desenvolvida pela fisioterapeuta e psicóloga norueguesa, Gerda Boyesen, dando continuidade ao trabalho de Wilhelm Reich discípulo de Freud. Ela brilhantemente estabeleceu a relação entre as tensões musculares e viscerais com os sintomas emocionais e psicológicos, a dor e a doença, tendo ainda desenvolvido um conjunto original de técnicas de massagem que dissolvem essas tensões musculares e viscerais de uma forma suave e agradável.
 
Na 3ª parte da sua entrevista Maria Antonieta Silva explica como são desenvolvidas as sessões de massagem biodinâmica que não incluem apenas massagem, mas também um trabalho psicocorporal e energético.
 
 
“Se libertares o que está dentro de ti
O que está dentro de ti te salvará

Se não libertares o que está dentro de ti
O que está dentro de ti te destruirá”

(Evangelho de S. Tomás)
 
" Você nasce com uma tremenda possibilidade de inteligência. Você nasce com uma luz dentro de si. escute a pequena e tranquila voz dentro de si e ela irá guiá-lo . Ninguém mais o pode guiar, ninguém mais poderá ser um modelo para a sua vida porque você é único."
"Quero que desenvolvam por si mesmo qualidades como o amor, á volta do qual nenhuma igreja pode ser criada, como consciência, que não é o monopólio de ninguém, como celebração e deleite e que se mantenham rejuvenescidos como os olhos de uma criança." OSHO
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt
 
 
 
 
ATELIER DE MASSAGEM BIODINÂMICA
13 de DEZEMBRO das 14.30 às 17.30h
Realizado por Maria Antonieta Silva
 
Depois de ter sido coordenadora da formação em Massagem Biodinãmica é altura de passar as experiências e conhecimentos de forma mais simples e personalizada, a cada um de vós que quer aliviar sintomas do stress quotidiano ou apenas melhorar a sua relação com o corpo. Alguma teoria, mas mais prática em grupo, de forma a que se possam sentir de imediato os benefícios da massagem e do toque
 
 
 A Convidada:
 
Maria Antonieta da Silva, tem formação em Psicoterapia Corporal nomeadamente -Massagem Biodinâmica, Vegetoterapia, Terapia Regressiva, Psicoenergética, Trauma de Choque, Constelações Familiares, Gestalt, Psicologia e Filosofia.
 
Trabalha  em Psicoterapia Corporal Integral e de Regressão de Memória e em Massagem Biodinâmica. Formadora em Massagem Biodinâmica.
 
Promove Terapia de Grupo e Terapia Individual, actividades de Consciência Corporal e Meditação Dinâmica.
 
Desde 2007 transferiu a actividade para a Quinta da Enxara, a 20 min. de Lisboa, onde as actividades terapêuticas são integradas num projecto terapêutico dinâmico e criativo. Num ambiente acolhedor, personalizado e muito natural.
 
 
Contactos:
96 755 89 42
mariantonietasilva@gmail.com
Blog: www.mariantonietasilva.blogspot.com
 

Reiki Tradicional 7

Na 7ª parte da entrevista com a Mestre de Karuna Reiki Fernanda Sousa, falamos sobre a importância do local onde são realizadas as sessões de Reiki.

 
É claro que podemos aplicar o Reiki em qualquer lugar e a qualquer momento. Porém, no caso daqueles terapeutas que fazem terapias consecutivamente, é muito importante a limpeza energética do ambiente, assim como do próprio terapeuta.
 
No meu entender quando vamos ter uma sessão de Reiki devemos encontrar um local bastante tranquilo e estar atentos a energia que sentimos no ambiente.
 
Apesar da energia transmitida durante uma sessão de Reiki não ser a do terapeuta mas sim do Universo, acho importantíssimo considerarmos o terapeuta. Não numa vertente de julgamento mas sim de coerência. Ser reikiano não é uma profissão mas um modo de estar na vida e de comungar com o Universo.
 
Numa antiga discussão que tenho com a minha entrevistada, argumento sempre que o café não é o coador. Será a água e o pó de café, misturados e passados pelo coador. Mas se o coador estiver sujo… o café não irá com certeza saber bem.
 
Acima de tudo é importante confirmar que qualquer um pode praticar o Reiki mas que a seriedade deverá estar acima de tudo. Reiki não é uma moda mas com certeza é muito bom para todos que o praticam ou venham praticar que esteja na moda.
 
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt
 
 
 
Relembrando:
 
“Segundo o método tradicional de Mikao Usui Shiki Ryoho:

Nós somos energia. Os nossos pensamentos, palavras e acções também são energia.

A energia vital é muito importante e a sua carência poderá estar na origem de grande parte dos conflitos com que nos deparamos no nosso dia a dia, quer a nível físico, quer a nível relacional.

Se não estivermos equilibrados, não conseguimos ter um bom relacionamento com os outros nem connosco próprios, daí o surgimento das doenças.

De entre as múltiplas maneiras de evoluir e crescer, o Reiki é uma delas. Através da aprendizagem do Reiki, obtemos as ferramentas que nos vão permitir canalizar a Energia Vital através das nossas mãos.

Uma vez iniciada a pessoa fica a dispor, até ao fim da sua vida, da sintonia com uma força inesgotável, tornando-se um "condutor" dessa Energia Vital que circulará, de maneira autónoma, através das suas mãos.

No primeiro nível são ensinadas as técnicas básicas, as posições das mãos, como tratar-se a si mesmo e a outras pessoas, animais e plantas.”
 
Texto fornecido por Fernanda Sousa
 


Iniciação Reiki Nível 1
 

Facilitadora: Maria Fernanda Sousa

data: Dia 14 de Dezembro
Local: Rua Tomás Ribeiro 91, Páteo da leiloeira - Lisboa
Horário: Das 10,30h ás 18.30h

Os participantes recebem um manual e um certificado

Informações e inscrições:

Fernanda:962 556 898
mariafernandasousa@hotmail.com

 

 

 

 

 

A entrevistada:

 
Fernanda Sousa é Mestre de Karuna Reiki e de Reiki Tradicional, tem um percurso de vida bastante interessante pois optou por dar uma volta de 180 Graus na sua vida. Com uma carreira profissional de sucesso a trabalhar para grandes empresas multinacionais, num momento que à partida parecia ser bastante limitativo descobre o Reiki e consegue ter coragem para dar um novo rumo à sua vida e assumir uma nova postura. Começa então a desenvolver-se no Reiki ao mesmo tempo que se dedica ao estudo de várias outras actividades ligadas a Espiritualidade.
Da minha parte só posso dizer: ainda bem Fernanda! Obrigada por ter tido a coragem de mudar!
 
 
Contactos
 
Fernanda Sousa
Telefone: 962 556 898
 E-mail: templodecura@sapo.pt ou mariafernandasousa@hotmail.com


Blog:
Templo de Cura

“A tragédia do homem…”

“A tragédia do homem é o que morre dentro dele enquanto ele ainda está vivo.”  Albert Schweitzer

 
Quanta coisa de nós deixamos pelo caminho… Quanta coisa deixamos morrer pura e simplesmente porque deixamos.
 
Distracção, desvio do caminho, esquecimento, os tombos que levamos, desilusões, sentimentos, ressentimentos, amores, desamores ou pura e simplesmente inércia. E assim vamos muitas vezes perdendo o que há de melhor e mais bonito em nós.
 
Muitas vezes, nem parte de nós a ordem de extermínio, de fuzilamento. Submetemo-nos ao que esperam de nós, ao que a sociedade impõe como padrões vigentes. Nem estamos a falar de questões morais, mas de questões bem simples. Puras convenções, parvas convenções, parcas capacidades de permitir que cada um seja como é, e como tem capacidade para ser.
 
Assim, homem não chora, adulto não ri à toa, a espontaneidade deixa-nos em maus lençóis, o sentimentalismo e a emoção deixam-nos fragilizados perante o outro… Verdades que nos são incutidas e que vamos assimilando, e face a elas, vamos matando a nossa espontaneidade, a nossa capacidade de ser e de sentir. Vamos nos trancando aos poucos, vamos matando o que há de mais puro em nós para não parecermos ser fracos, imaturos ou inconsequentes. Para não sermos quem não querem que sejamos.
 
O que matamos à partida é a criança que existe em nós. Temos que ser mais ou menos sérios, menos lúdicos, mais armados e preconcebidos, menos inocentes. Assim é suposto. Já pensou quantas boas gargalhadas deixou de dar?
 
Nós mulheres é suposto que sejamos “sérias”. Mulher séria não beija no primeiro encontro! Já pensou quantos beijos “à serio” já deixou de dar?
 
Homem não pode dizer logo que ama uma mulher, tem que esconder o jogo, para ficar por cima da situação. Já pensou que um amo-te pode ficar engasgado e matar o próprio amor?
 
Homem não chora. Já pensou nos ataques cardíacos que isso provoca? Já pensou como pode ser lindo um homem chorar?
 
Não se ouve aquela música porque é pirosa. E daí? E se o seu sentimento também for piroso?
 
E quando descobrimos que matamos a esperança, a fé e a verdade que existe em nós? O que terá restado? Um cadáver adiado? Talvez…
 
Eu, às vezes, acho que também vou matando muito de mim. Mas quando me apercebo, faço um tratamento de choque, coloco o que está moribundo em mim na Unidade de Tratamento Intensivo da alma, aplico-lhe uma respiração boca à boca e não deixo que se perca. Recuso-me a deixar morrer o que há de bom em mim. E mais ainda recuso-me a permitir que matem , até já estive um bocado distraída e quase … Mas ainda fui à tempo.
 
Continuo a rir à toa, a gostar de desenhos animados, a brincar, a usar meias com bonecos, a acreditar nas pessoas, a gostar de gente, a rir de mim mesma e pasmem:  hoje numa grande loja apanhei-me a olhar um Pai Natal que lá andava a distribuir brindes para as crianças e a pensar que ainda não o tinha visto este ano. Apanhei-me mesmo a sorrir para ele com o mesmo encantamento das crianças que lá estavam. Por incrível que pareça não me senti maluca. Senti-me mais viva do que nunca e que ainda há muita esperança em mim, e que tudo vale à pena, pois afinal o Pai Natal pode mesmo existir. Nem que seja por poucos segundos.
 
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt
 
 

Os Pensamentos:

 

 

Os pensamentos aqui reproduzidos fazem parte do livro da minha autoria " Só Quero que Ames a Vida" da Editora Verso da Kapa

www.versodakapa.pt

 

 info@versodakapa.pt

 

 

 

 

 

Heloisa Miranda

sapozen@sapo.pt

 

 

No canal de Vídeo do Sapo Zen, hoje: 

 

Convidada do Programa :

A convidada do programa de hoje é a taróloga Vera Xavier

 

Contactos Vera Xavier:

Lisboa:   21 352 30 75 / 931 168 496

Porto:     963 781 012

 
  
 

Relacionamentos do Signo de Virgem 3

 

Virgem X Balança (Terra X Ar)
 
No campo afectivo é uma relação que pode ser difícil de manter.
 
Se à partida o Virginiano ficará encantado com a doçura e ternura do nativo de balança, poderá acabar por achar que há afectividade, romantismo à mais para o seu gosto, O nativo de Virgem sente-se pouco à vontade com excessivas demonstrações de carinho e romantismo.
 
Por outro lado, o Balança que fica encantado com o espírito prático, a organização  e a lógica do Virginiano, com o tempo vai sentir falta de ternura.
 
Mais uma vez temos que mencionar a dificuldade que os nativos de virgem têm de exprimir a sua afectividade. Eles não são de rompantes emocionais mesmo que estejam profundamente apaixonados. Não é que sejam frios, são muito reservados, e para eles tudo tem que ser com conta peso e medida, inclusive os afectos. Para eles a maior demonstração de afecto é pura e simplesmete estarem ao lado de quem estão. Se estão ali é porque querem, assim sendo…
 
Em todos os outros campos poderá ser uma relação proveitosa.
 
 
Virgem X Escorpião (Terra X Água)
 
É uma relação complementar em todas as vertentes de relacionamento.
 
O Escorpião provoca e estimula o nativo de Virgem. Dá-lhe mais audácia, desafia-o. Quase que posso dizer que o faz passar dos limites e não ter medo de arriscar. Torna o mais leve e descompromissado, no bom sentido, é claro. O nativo de escorpião ajuda o virginiano a afirmar-se e a exprimir os seus desejos e necessidades.
 
Por outro lado, o Virginiano pode acalmar e travar o lado impetuoso do Escorpião. Pode fazê-lo pensar antes de agir, pensar antes de sentir e raciocinar antes de explodir!
 
O Virginiano pode ser ainda uma excelente ajuda para o Escorpião combater o seu lado negro e porque não dizer angustiado.
 
O melhor desta relação é que o Escorpião irá colocar para fora tudo o que o Virginiano põe para dentro.
 
A maior luta do apaixonado Escorpião será conviver com a aparente frieza emocional do Virgem.
 
 
Virgem X Sagitário (Terra X Fogo)
 
É uma relação que no campo afectivo tem que ser muito trabalhada, muito conversada.
 
O Sagitariano com aquela sua aptidão de defensor, irá proteger o seu Virginiano, que vai sentir-se bem no papel de protegido.
 
O optimismo do nativo de Sagitário e o seu positivismo irão animar o Virginiano.
 
O Sagitário pode ajudar o nativo de Virgem a ir mais longe, a superar-se. Ajuda-o a alargar horizontes.
 
Os choques irão surgir quando o Sagitariano começar a sentir falta de uma certa dose de aventura, que o Virginiano não irá promover. E ficarão piores quando o Sagitariano começar a achar que o Virgem é certinho de mais, previsível de mais, organizado de mais.
 
Uma recomendação expressa para o Virginiano que pretenda ter uma relação com um sagitário: não tente exercer poder sobre ele. Os Sagitarianos detestam sentir-se sob comando.
 
 
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt
 

Medicina Informacional / Quântica, 4

Na 4ª parte da sua entrevista Nuno Nina explica-nos agora como além de diagnosticar a Medicina Informacional também trata.

 
Nuno Nina explica-nos como o software utilizado faz a correcção energética e como o “tratamento” irá actuar ao nível da informação celular.
 
 
Convém relembrar mos que a Medicina Informacional ou Quântica como também é chamada por muitos pode ser utilizada de forma preventiva e de tratamento, podendo inclusive ser associada a outros tratamentos, realizados dentro das diversas Medicinas, inclusive da alopata., pois irá potencia-los.
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt
 
 
 
 
 
O Convidado
 
Nuno Nina é o representante em Portugal da X Mind Bio Quântica
 
 
Contactos:
 
www.xmind-eu.com
geral@xmind-eu.com
351 919 609 606/ 351 214 668 205

Consciênciologia, 5 – Projeciologia

Na sequência da sua entrevista sobre Consciênciologia, ítalo Martins fala-nos sobre Projeciologia.

 
Segundo a Consciêciologia a consciência que também é chamada de ego, self, personalidade, pessoa, essência, espírito, alma é extremamente difícil de ser estudada e pesquisada de forma convencional. Por isso torna-se necessário criar novos métodos e modelos de investigação – o paradigma consciencial.
 
A ciência convencional considera a realidade do ponto de vista tetradimensional, enquanto o paradigma consciencial procura obter uma visão integral do Universo e da consciência. Segundo este paradigma a consciência irá estudar a si mesma tornando-se o objecto de estudo e o instrumento da própria pesquisa.
 
A auto-experimentação é um dos pontos base na Conscienciologia, sendo a projeciologia a sua parte prática e experimental.
 
Anteriormente, vimos que a consciência apresenta-se em os 3 estados básicos que são:
 
- estado intrafísico
- estado extrafísico
- estado projectivo ou consciência projectada.
 
Assim, através do estudo da Consciênciologia e de uma das suas vertentes a Projeciologia iremos estudar os estados alterados de consciência, como ela se manifesta através do holossoma e como actua em múltiplas dimensões. Fenómenos como a saída do corpo ou projecção astral, experiências de quase-morte, regressão etc… são explicados através destes estudos.
 
O mais surpreendente será verificarmos que estes fenómenos que muitas vezes são associados ao “além” têm na verdade origem em nós próprios. E, com o desenvolvimento adequado podem ser perfeitamente controláveis e desenvolvidos.
 
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt
 
IAC -  Academia Internacional da Consciência
 
(os próximos cursos e workshops promovidos pelo IAC estão na nossa agenda)
 
   O cerne do trabalho e dos objectivos da IAC está no princípio expresso na frase: "Não  acredite em nada do que ouve. Tenha as suas próprias experiências". Um cartaz com esta mensagem está afixado em todas as instalações e centros educacionais da IAC, espalhados pelo mundo.

 
A Academia Internacional da Consciência é uma organização sem fins lucrativos que se dedica ao estudo científico da essência humana (consciência, alma).
A IAC oferece cursos regulares, curriculares e extracurriculares, ao público em geral e organiza debates e conferências sobre os assuntos pesquisados, disseminando uma quantidade de informação substancial.

A IAC também edita livros, assim como publicações científicas
periódicas, com o objectivo de documentar e partilhar o seu conhecimento.
O livro de consulta sobre a Projecciologia tem por título “Projecciologia: Panorama das Experiências da Consciência Fora do Corpo Humano” e foi escrito pelo Dr. Waldo Vieira em 1986 (1ª edição), contendo cerca de 2000 referências bibliográficas sobre o tema.
A IAC subsiste através das receitas das suas próprias actividades e como é uma organização sem fins lucrativos, todas as receitas são reinvestidas, numa base de continuidade, no incremento da pesquisa e dos serviços que oferece. Todos os centros educacionais da IAC oferecem conferências introdutórias gratuitas.
O principal objectivo da IAC é veicular informações precisas e "auto-verificáveis", respeitantes à natureza humana, para todos aqueles que as procuram. Clarificar e desmistificar os fenómenos psíquicos e a natureza multidimensional da vida, através de uma abordagem científica, é também uma excelente oportunidade para que todos os indivíduos possam catalisar o desenvolvimento da sua autoconsciência, o seu equilíbrio e maturidade.
Auto-experimentação e Laboratórios Conscienciais
O termo auto-experimentação refere-se a experimentos de auto-investigação levados a cabo por indivíduos que buscam uma compreensão mais completa de si mesmos e uma expansão das suas experiências parapsíquicas. Este tipo de auto-experimentação conduz o indivíduo tanto ao papel de sujeito do estudo como de investigador, observando e analisando a experiência.
Em Projecciologia e Conscienciologia a experiência é considerada mais valiosa que as teorias. A experiência pessoal é autoconvincente e elimina a possibilidade de sugestão e lavagem cerebral. Estes campos científicos enfatizam a teática, a indivisível associação de teoria e prática.
A base desta abordagem está no paradigma consciencial, uma perspectiva de vanguarda acerca da existência, que situa a consciência no centro e sugere a necessidade de investigação para além do mundo e da pura exploração objectiva da ciência tradicional mecanicista.
Para facilitar tais experiências, estão a ser construídos vários laboratórios conscienciais optimizados. Fisicamente foram desenhados de forma a proporcionar um ambiente naturalmente confortável e saudável, mas onde é ainda possível, através dos sistemas de climatização e de iluminação, o controlo das condições ambientais (térmicas e de iluminação). Proporcionam também um ambiente extrafísico (não material) especializado, através da instalação de um campo energético de informações específicas relativas ao tema de cada laboratório.
 
Contactos:
 www.iacworld.org
 
Lisboa: Av. Ressano Garcia, nº 39 – 5º Frt., 1070-234 Lisboa
Tel.: 213868008/9 l Fax: 213868033 l Tlm.: 918797923/6
E-mail: lisboa@iacworld.org
Porto: Rua Júlio Dinis, nº 880 – 5º Frt., 4050-322 Porto
Tel/Fax.: 226064025 l Tlm.: /918797926/3
E-mail: porto@iacworld.org
 
O Convidado:
Nome: Ítalo Gonçalves Martins
Idade: 39 anos
Formação Universitária: Psicologia
Voluntário da Conscienciologia desde 1993
Professor da Conscienciologia desde 1996
Coordenar Centro Educacional Campus IAC
Pesquisador do Desenvolvimento Parapsíquico (Tema e curso “Reeducação Parapsíquica”)
 

Cultos Afro-Brasileiros, a Umbanda 4

O Babalorixá Pedro de Ogum é o nosso entrevistado que nos fala sobre a Umbanda, um dos Cultos Afro-Brasileiros mais difundido.

 
Falamos sobre Orixás os Deuses cultuados na Umbanda e agora falaremos de outras entidades que povoam este universo: Preto Velho, Caboclo e Pombas Gira são entidades também cultuadas dentro da Umbanda sendo considerados como que mensageiros entre os Deuses , os Orixás e os homens.
 
Cada uma destas entidades tem uma personalidade própria e são cultuadas através de rituais próprios e oferendas sendo incorporadas por médiuns.
 
 
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt
 
 
O Convidado:
.
Nasceu em Portugal, no dia 14-11-1961, na cidade da Covilhã, Pai Pedro de Ogum passou os seus primeiros 11 anos nessa mesma cidade e no ano de 1972, a sua familia mudou-se para a cidade de Lisboa.
Com a Revolução do 25 de Abril de 1974, em Portugal, abriram-se portas do conhecimento, que começaram a criar curiosidade, e o levaram a conhecer algumas Sociedades Esotéricas, tais como os Rosa Cruz e com algumas seitas de fundamento indiano, tal como o Ashram de Guru Maharaji e a Religião Hare Khrisna.
Foram tempos de aprendizagem e de perguntas sem resposta, que muitas vezes o faziam questionar sobre algumas questões dentro da temática espiritual.
Em 1983, foi viver para o Rio de Janeiro onde frequentou na Universidade Estadual do Rio de Janeiro o Curso de Marketing. Foi nessa sua passagem pelo Rio de Janeiro que teve o seu primeiro contacto com as Tradições Religiosas Afro Brasileira, pois frequentava como assistente e curioso alguns terreiros na zona norte da cidade.
 
Em 1990, voltou para Portugal e frequentou alguns Centros Espiritas, enquanto fazia o Curso de Engenharia de Telecomunicações.
A sua curiosidade pela espiritualidade levou-o a travar conhecimento com algumas pessoas, que se reuniam para falar sobre Umbanda e Religiões Afro, e foi nessas reuniões que começaram a projectar a criação de um Templo de Umbanda com raiz de tradição de Angola  em Portugal.
.
 
Pai Pedro de Ogum, nesse tempo participava como Médium Atendente e desenvolveu o seu trabalho nesse Templo durante oito anos (8), em que trabalhou na implantação desse Terreiro em Portugal e no desenvolvimento de vários projectos internos do Templo.
 
Durante um ano, procurou encontrar respostas para tantas perguntas e como diz a frase “..o Mestre apareçe quando o Discipulo está pronto”, foi quando na sua busca encontra a Yalorixá Baby de Oyá, e conjuntamente com essa Mãe Espiritual, sábia e conhecedora, começou a encontrar as respostas certas para tantas questões que sempre tinha tido durante tantos anos.
 
Com a participação e incentivo da Yalorixá Baby de Oyá, Pai Pedro de Ogum, começou a realizar o seu Caminho Espiritual dentro da Umbanda.
 
Tinha começado um novo processo de criação de um Templo de Umbanda em Portugal.
A base deste Templo era Pai Pedro de Ogum e a sua Companheira e esposa Helena Nina, mais o amigo José Carlos Vilas Boas, que era seu filho de desenvolvimento e que o acompanhou durante esse período de busca.
Assim nasceu o Templo Sagrado de Umbanda em Portugal.
 
Foi o começo da cristalização do projecto iniciado por Pai Pedro de Ogum.
 
No mês de Janeiro de 2007, Pai Pedro de Ogum  em São Paulo no  TECY-Templo Espirita Caboclo Yubaracaaya, comandado pela generosa Mãe Baby de Oyá realizou a sua Iniciação que culminou com a entrega do Deká, e a Ordem de Ifá.
 
Desenvolve além de tudo, o seu trabalho com a finalidade de apoiar e desenvolver acções para defesa, elevação e manutenção da qualidade de vida do ser humano e dos Templos de Umbanda e Cultos Afro em Portugal, através das actividades de educação cultural, social, profissional e religiosa.
 
Actualmente o seu trabalho está na implantação e criação da FEUCA – Federação Europeia de Umbanda e Cultos Afro, conjuntamente com outros Babalorixás e Dirigentes Espirituais radicados em Portugal e na Europa.
 
A FEUCA é uma Organização Civil e Religiosa, sem fins lucrativos, que tem por finalidade a integração e a difusão no espaço europeu de todas as instituições de culto afro-brasileiras, independente de preconceitos de qualquer espécie, e como objectivo e missão principal a preservação dos valores espirituais, culturais e científicos da religião tradicional africana e seus desdobramentos, aprofundando o intercâmbio a nível Europeu e as suas raízes africano-brasileiras..
 
 
 
 
 
 (texto fornecido por Pai Pedro de Ogum)
 

Você é um Ser

 “Você é um ser, e não precisa de se tornar alguém que não você mesmo. A simplicidade é isso mesmo: estar à vontade com quem se é, evitando trilhar o interminável caminho que é a conversão numa outra pessoa.” Osho

 
Já pensou se você consegue ser você mesmo? Ou será que entrou no emaranhado entre o que esperam que você seja, ou aquilo que você quer que os outros pensem que é, ou pior ainda, aquilo que você pensa que é?
 
Desde a mais tenra idade somos assolados pelas projecções que fazem para nós ou sobre nós. Assim temos que corresponder aos anseios da família (seja ela mais ou menos doente), da escola (seja ela mais ou menos eficaz) seja da sociedade (esta sim, cada vez mais enlouquecida). Assim, começamos por querer ou por nem saber se queremos agradar papás e mamãs, avós etc… E por aí vamos caminhando. A nossa verdade acaba por ficar muito desviada ou escondida.
 
É claro que existem aqueles que conseguem afirmar-se e seguir o seu verdadeiro caminho, cumprir o seu próprio fado e vestir a sua própria pele. A estes eu aplaudo de pé pois de certeza que não escolheram a via mais fácil. É
 tão difícil sermos nós… É tão difícil que nos deixem sermos nós!!!
 
Mas o que é aparentemente difícil, é mesmo o melhor para cada um. Nada é mais confortável do que estar no nosso próprio papel. Quem finge ser o que não é, deve ter a sensação de andar sempre com sapatos apertados.
 
Depois vêm aqueles que por não saberem dizer que não, por não saberem impor-se, vão acumulando uma carga cada vez mais difícil de carregar. E é tão mais simples se coerentes consigo próprios consigam por os “pontos nos Is”, os pontos finais, as interrogações, e, porque não, uma boa interjeição!!!  Mas não. Preferem andar por aí a arrastarem correntes como os fantasmas ou as almas penadas.
 
E ainda existem os que teimam em ser o que não são. Não falo só dos megalómanos, mas pior ainda, falo daqueles que vivem aquém das suas potencialidades e capacidades, apenas porque estão auto-programados para sentirem-se menos. Não são capazes, não são merecedores, não … não… e não. Aliás, tornam-se um enorme NÂO a passear por aí.
 
Como diz Osho, “a simplicidade é estar à vontade com quem se é”.
 
Pense bem, e veja que você é muito mais do que querem que seja, muito mais do que pensa ser e infinitamente maior do que pensa que é.
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt
 

Os Pensamentos:

 

 

Os pensamentos aqui reproduzidos fazem parte do livro da minha autoria " Só quero que ames a vida" da Editora Verso da Kapa

www.versodakapa.pt

 

 info@versodakapa.pt

 

 

 

 

 

Heloisa Miranda

sapozen@sapo.pt

 

 

No canal de Vídeo do Sapo Zen, hoje: 

 

Convidada do Programa :

A convidada do programa de hoje é a taróloga Vera Xavier

 

Contactos Vera Xavier:

Lisboa:   21 352 30 75 / 931 168 496

Porto:     963 781 012

Pág. 2/2