Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

SAPO Zen

Horóscopo Semanal e o Tarot

À Segunda Vera Xavier é a minha convidada que traz as previsões do Tarot para cada um dos signos do Zodíaco.

 

É claro que esta é a forma mais generalizada de previsão principalmente porque não somos apenas o nosso signo solar (o que é definido pelo dia do nascimento). Seria impossível acreditar que existam apenas 12 maneiras de ser apenas de acordo com os 12 signos, em todos os aspectos da vida. A análise mais profunda do horóscopo só pode ser realizada através do estudo do mapa astrológico individual.

 

Através do Tarot também é possível chegarmos a estas informações. Assim como os planetas e signos distribuídos pelas 12 casas do Zodíaco, também as cartas distribuídas pelas 12 casas irão dar o mesmo tipo de informação.

 

Principalmente para saber o momento presente considero o Tarot eficientíssimo. As cartas nos mostrarão como nos estamos a colocar nos diversos aspectos da nossa vida. Assim por exemplo a carta que aparecer na casa 2 indicará como estamos a lidar com nossos valores materiais, a que estiver na 5 irá reflectir a nossa afectividade  e assim por diante.

 

Por isso nessa previsão semanal a Vera nos indica a Vibração para cada um dos signos.

 

O importante é considerar este tipo de informação como um alerta, uma chamada de atenção mas que não deve ser nada de condicionante.

 

O principal é ficar atento ao que houver de bom ou de mau – para potencializar o que for bom e relativizar o que houver de mau. Aliás, no meu entender este é que deve ser um dos objectivos principais de consultas tanto de Astrologia como de Tarot. Não esquecendo é claro o do auto-conhecimento , que sem dúvida é a principal função tanto de uma como de outro.

 

Ao nos conhecermos melhor podemos lidar melhor com o que se nos apresenta a vida. Ao termos consciência das nossas limitações é que podemos trabalhar para superá-las. Ao sabermos do nosso potencial é que podemos trabalhar para fazê-lo desabrochar. Não há que estar sentado à espera que Vénus ou Marte nos venha ajudar ou colocar as culpas no pobre do Saturno pelas nossas dificuldades. Também não será o Mago do Tarot a construir a nossa sorte ou muito menos a Torre ou a Morte a trazerem mau augúrio. Há que trabalhar, evoluir, cair e levantar, mas avançando sempre, e mesmo diante de um recuo de hoje, saber que amanhã o avanço vai ser ainda maior.

 

No mais como aprendi na filosofia Budista há que ter o pensamento correcto que leva a palavra correcta que por conseguinte levará a acção correcta.

 

Quanto as pedras do caminho, como dizia Pessoa “guardo-as todas, um dia vou construir um castelo”.

 

 

(Mais informações sobre Tarot pode obter através de posts anteriores. Procure na Tag Tarot)

 

Heloisa Miranda

sapozen@sapo.pt

 

Contactos:

Vera Xavier – Lisboa: 21 352 30 75 / 931 168 496

                       Porto:  963 781 012