Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

SAPO Zen

"Penso 99 vezes..."

 

“Penso 99 vezes e nada descubro. Deixo de pensar, mergulho no silêncio, e a verdade é me revelada.”    Einstein
 
Será que você é daqueles que teme o silêncio? Que se recusa a ouvir o que ele tem a dizer do mais profundo do seu ser?
 
Vivemos um dia a dia de tumulto e correria e esquecemos de parar para ouvir o silêncio. O nosso silêncio. É nele que encontraremos as mais contundentes verdades, os mais puros sonhos e sentimentos, e a partir daí concretizações.
 
Acho que muita gente teme o silêncio, apenas pelo receio das verdades que ele pode mostrar. O vazio que pode trazer, irá indicar até que ponto este vazio é real e enriquecedor, ou até mesmo aterrador e avassalador. Muitas verdades não encontraremos, de certeza, em meio ao ruído, seja ele real ou não. Seja ele externo ou interno. Precisamos aprender a ouvir o silêncio para crescer e superar-nos.
 
E o silêncio a dois? Que bom que é!!!
 
Claro que não é o silêncio abismo. Aquele que só existe porque não há mais nada a dizer e para sentir. O silêncio abismo só serve para mostrar que as coisas não são como eram ou até mesmo que nunca foram o que deveriam ser. Aí por conveniência, contingência, preguiça ou medo optamos por navegar em mares de silêncios abismais. Muitas vezes numa paz podre que só não é mais podre do que o silêncio podre e fétido que ela gera.
 
Silêncio bom a dois, é o silêncio rico, que consegue expressar tudo o que de mais profundo nos vai na alma. É o silêncio para ouvir a respiração do outro e gostar ainda mais dele. É o silêncio através do qual podemos, sem palavras, expressar-nos para aquele que entende os nossos silêncios. E são poucos os que conseguem entender e captar as mensagens dos nossos silêncios…
 
Silêncio a dois pode ser muito bom, aconchegante e até mesmo afrodisíaco.
Só nos consegue entender aquele que entende os nossos silêncios e que consegue ser preenchido por eles.
 
Entendimento sem palavras é o que de mais mágico pode existir entre dois seres. É o saber adivinhar, intuir, transubstanciar o outro e nós próprios. É crescer junto, estando verdadeiramente juntos.
 
Pensando bem… descobri hoje que Einstein não tinha só razão quanto a teoria da relatividade: toda a verdade só nos é revelada quando estamos em silêncio!
 
Afinal o homem era mesmo um génio!!!!
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt