Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SAPO Zen

" O medo atribui..."

 

“ O medo atribui grandes sombras a pequenas coisas.” Provérbio Sueco
 
O medo nos paralisa e atrofia, faz de nós pequenos e sem perspectivas. Faz de nós menos do que poderíamos ser. Projectos adiados para não dizer abortados, caminhos que ficam por desbravar, promessas por cumprir…
 
Não sei o que mais nos sabota a vida: os nossos medos ou as nossas culpas. Quando os 2 se juntam então nem se fala… Transformam-se numa verdadeira hecatombe, uma tragédia!
 
Temos medo de arriscar, do novo, da mudança, de deixar o que não nos mata mas mói (quando não nos mata mesmo!) para trás. Insistimos muitas vezes em estar sempre a escrever a crónica de uma morte anunciada, quando deveríamos era escrever o verdadeiro obituário. Deveríamos  matar logo de uma vez,  em vez de ir vivendo uma lenta e dolorosa agonia. Tudo isto por puro medo.
 
Por medo muitas vezes perdemos o respeito por nós próprios. Abrimos mão de sonhos e ideais. Tanto fica por cumprir! O que à partida pode parecer-nos um momento de viragem fica por concretizar apenas pelo medo paralisante e atrofiante.
 
Mas, o medo pode ser também bastante confortável e seguro. Assim não avançamos, e avançar pode implicar em tropeços, em dores, em reconstrução. Às vezes é mais fácil esperar que o tecto prestes a desabar, mantenha-se no lugar, apesar de muito danificado, em vez de encarar as chatices de uma obra.
 
Queremos e sentimos que precisamos mudar, mas... Sabemos que estamos mal, mas temos medo de assumir novos caminhos. Afinal as nossas velhas maleitas já nos são velhas conhecidas, e o novo, pelo medo parece um monstro, um verdadeiro “bicho papão”.
 
Alguém uma vez disse-me em tom de desabafo para si mesmo e não para mim, num momento de felicidade bem concreta:
 
“ Bem … a situação não é a ideal… mas eu estou bem!!!”
 
Agora pergunto eu:
- O que faltava para que a situação fosse ideal? E porque não poderia transformar-se em ideal?
 
Respondo eu:
-  Pelo medo!!!
 
Só que costumamos e procuramos dar aos nossos medos diversos nomes. Atribuímos desculpas para não enfrentá-los, e ao fazer isto só os fazemos maiores e mais assustadores.
 
Lidar com os nossos medos? Não será fácil, mas sempre será possível! Principalmente porque o Universo se encarrega de quanto mais nos escondermos atrás deles, colocar-nos em confronto de uma forma bem mais cruel e  traumatizante.  E aí não há nada a fazer… a não ser levar com eles todos em cima.
 
Identifique os seus medos e não tenha medo de enfrentá-los. Vai ver que é bem mais fácil do que esconder-se deles.
 
Vai ver que mesmo estando bem numa situação não ideal, irá ficar melhor ainda numa situação ideal!
 
Heloisa Miranda
sapozen@sapo.pt
 
 

Os Pensamentos:

 

 

Os pensamentos aqui reproduzidos fazem parte do livro da minha autoria " Só Quero que Ames a Vida" da Editora Verso da Kapa

www.versodakapa.pt

 

 info@versodakapa.pt

 

 

 

 

 

Heloisa Miranda

sapozen@sapo.pt

 

No canal de Vídeo do Sapo Zen, hoje: 

 

Convidada do Programa :

A convidada do programa de hoje é a taróloga Vera Xavier

 

Contactos Vera Xavier:

Lisboa:   21 352 30 75 / 931 168 496

Porto:     963 781 012

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.